Você já jogou WAR? "Seu objetivo é conquistar a Ásia, a Europa e um Mercado Emergente à sua escolha".

Acesse um mundo (literalmente!) de ETFs a partir da própria B3, sem enviar recursos ao exterior.

O QUE SÃO ETFs E QUAIS SÃO AS VANTAGENS?

GLOBAIS:

REGIÕES DO MUNDO:

EUROPA:

EURP11: ETF da XP negociado na B3 que segue o índice europeu MSCI Europe. 

Taxa de administração total de 0.39% ao ano. Sujeito à variação cambial.

MERCADOS EMERGENTES:

  • ESGE11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice MSCI Emerging Markets Extended ESG Focus Index, o qual inclui mais de 300 ativos de países emergentes como China, Taiwan, Coreia do Sul, Russia, Africa do Sul e Brazil. 

Taxa de administração total de 0.85% ao ano. Sujeito à variação cambial. 

  • EMEG11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice iShares MSCI Emerging Markets, o qual inclui países emergentes como Russia, Brasil e México.

Taxa de administração total de 1.00% ao ano. Sujeito à variação cambial.

PAISES DESENVOLVIDOS:

  • ESGD11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice MSCI EAFE Extended ESG Focus Index, o qual inclui mais de 450 ativos de empresas em países desenvolvidos na Europa, Ásia e Oceania. 

Taxa de administração total de 0.80% ao ano. Sujeito à variação cambial.

ESTADOS UNIDOS:

  • SPXI11, ETF do Itaú negociado na B3 que segue o índice S&P 500 da Bolsa de Nova Iorque. 

Taxa de administração total de 0.21% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • IVVB11, ETF da BlackRock negociado na B3 que segue o índice S&P 500 da Bolsa de Nova Iorque. 

Taxa de administração total de 0.23% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • SPXB11, ETF do BTG Pactual negociado na B3 que segue o índice S&P 500 da Bolsa de Nova Iorque. 

Taxa de administração total de 0.23% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • USAL11, ETF da XP negociado na B3 que compra o ETF Vanguard Large-Cap ETF (VV), o qual segue o índice CRSP US Large Cap Index, com aproximadamente 600 empresas dos Estados Unidos.
Taxa de administração total de 0.20% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • ESGU11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice MSCI USA Extended ESG Focus Index, o qual inclui mais de 300 empresas dos Estados Unidos.

Taxa de administração total de 0.75% ao ano. Sujeito à variação cambial.

ÁSIA:

  • ASIA11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice MSCI AC Asia ex Japan de países asiáticos (exceto o Japão). 
Taxa de administração total de 1.00% ao ano. Sujeito à variação cambial. 

CHINA:

  • XINA11, ETF da XP negociado na B3 que segue o índice MSCI China. 
Taxa de administração total de 0.89% ao ano. Sujeito à variação cambial.

ETFs DE ÍNDICES BRASILEIROS AMPLOS:

PIBB11

  • ETF do Itaú que segue o índice Ibrx 50 com as 50 empresas mais líquidas da B3. 

Taxa de administração de 0.059% ao ano.

ETFs do IBOVESPA

ETFs que seguem o índice iBovespa:
  • BOVV11. ETF do Itaú com taxa de administração de 0.10% ao ano.
  • BOVA11. ETF da BlackRock com taxa de administração de 0.10% ao ano.
Outros ETFs (mas com menor liquidez): 
BOVX11 (XP, 0% e 0.15% aa após alcançar R$ 1 bilhão em patrimônio), IBOB11 (BTG Pactual, 0.03% aa), BBOV11 (Banco do Brasil, 0.18% aa), BOVB11 (Bradesco, 0.20% aa), BOVS11 (Safra, 0.25% aa), XBOV11 (Caixa, 0.50% aa).

BRAX11

  • ETF da BlackRock que segue o índice IbrX 100, com as 100 empresas mais líquidas da B3. 

Taxa de administração de 0.20% ao ano.

ETFs SETORIAIS BRASILEIROS:

DIVIDENDOS:

  • DIVO11, ETF do Itaú que segue o Índice Dividendos (IDIV). Taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • BBSD11, ETF do Banco do Brasil que segue o Índice S&P dividendos Brasil. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

SMALL CAPS:

  • XMAL11, ETF da XP que segue o índice de Small Cap (SMLL), com taxa de administração de 0.30% ao ano.
  • SMAL11, ETF da BlackRock que segue o índice de Small Cap (SMLL), com taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • SMAC11, ETF do Itaú que segue o índice de Small Cap (SMLL), com taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • SMAB11, ETF do BTG Pactual que segue o índice de Small Cap (SMLL), com taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • TRIG11, ETF da Trígono Capital que segue um índice de micro e small caps, com taxa de administração de 0.60% ao ano.

ESG (Environmental, Social and Governance):

  • GOVE11, ETF do Itaú que segue o índice de Governança Corporativa Trade (IGCT) da B3. Taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • ESGB11, ETF do BTG Pactual que segue o Índice S&P/B3 Brazil ESG. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

Sustentabilidade:

  • ISUS11, ETF do Itaú que segue o índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, com taxa de administração de 0.40% ao ano.
  • ECOO11, ETF da BlackRock que segue o Índice Carbono Eficiente (ICO2) da B3. Taxa de administração de 0.38% ao ano.

MATERIAIS E COMMODITIES:

  • MATB11, ETF do Itaú que segue o índice de Materiais Básicos (IMAT), com taxa de administração de 0.50% ao ano.
  • CMDB11, ETF do BTG Pactual que segue o Índice Teva Ações Commodities Brasil, com taxa de administração de 0.50% ao ano.

FINANCEIRO E AGRONEGÓCIO:

  • FIND11, ETF do Itaú que segue o índice Financeiro (IFNC) da B3, com taxa de administração de 0.60% ao ano.

  • AGRI11, ETF do Banco do Brasil, que segue o índice IAGRO, com empresas listadas na B3, classificadas como agronegócio. Taxa de administração de 0.35% ao ano. 

TEMÁTICOS:

Tecnologia
  • TECB11, ETF que segue o índice de Ações Tech Brasil, com empresas de tecnologia com foco no mercado brasileiro. Taxa de administração de 0.60% ao ano.


Fundos de ações
  • GURU11, ETF das assets Inter e EQI que segue o índice Grandes Gurus do Mercado, o qual replica a carteira dos fundos de ações (inclusive aqueles que investem em BDRs) de melhor performance histórica nos últimos 5 anos anteriores à data de rebalanceamento e que não realizaram captações relevantes recentemente. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

Empresas privadas
  • NOGV11, ETF das assets Inter e EQI que segue o Índice Bolsa Sem Estatais com o objetivo refletir o retorno total de uma carteira diversificada composta pelas empresas brasileiras sem controle ou influência estatal e que atendam aos critérios da Classificação Setorial Teva Índices. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

Empresas públicas
  • PUBL11, ETF das assets Inter e EQI que segue o índice Bolsa Estatais cujo objetivo é refletir o retorno total de uma carteira diversificada composta pelas empresas brasileiras com controle ou influência estatal e que atendam aos critérios da Classificação Setorial Teva Índices. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

Mulheres na Liderança

  • ELAS11, ETF do Safra, que replica o Teva Índices Mulheres na Liderança, o qual busca refletir uma carteira composta pelas empresas com maior representatividade feminina. Taxa de administração de 0.50% ao ano.

ETFs DE RENDA FIXA:

ETFs DE CRIPTOATIVOS:

ETFs TEMÁTICOS INTERNACIONAIS:

DNAI11

  • ETF do Itaú negociado na B3, com ações de 50 empresas associadas ao sequenciamento genético na área da saúde e da agricultura. 

Taxa de administração de 0.50% ao ano. Sujeito à variação cambial.

MILL11

  • ETF do Itaú negociado na B3, com 50 empresas que tendem a se beneficiar do aumento no poder de consumo da geração Millenials

Taxa de administração 0.50% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

TECNOLOGIA:

  • TECK11, ETF do Itaú negociado na B3, com 10 grandes empresas de tecnologia e consumo. 

Taxa de administração total de 0.25% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

  • UTEC11, ETF da XP negociado na B3 que compra o ETF VGT (Vanguard Information Technology) com 350+ grandes empresas de tecnologia dos Estados Unidos.
 
 Taxa de administração total de 0.40% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • NASD11, ETF da XP negociado na B3, que segue o índice Nasdaq 100, da Nasdaq. 

Taxa de administração total de 0.50% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

  • USTK11, ETF da Investo negociado na B3 que compra o ETF VGT (Vanguard Information Technology) com 350+ grandes empresas de tecnologia dos Estados Unidos. 

Taxa de administração total de 0.74% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

  • 5GTK11 é um ETF da Investo que compra o ETF FIVG que investe em empresas de tecnologias e serviços 5G. 
 Taxa de administração total de 0.78% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • JOGO11 é um ETF da Investo que compra o ETF ESPO que investe nas empresas de Gaming & E-sports listadas em bolsas do mundo todo. 

Taxa de administração total de 1.03% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • TEQI11 é um ETF ativo (da EQI asset management) voltado para investidores qualificados, que busca superar o Nasdaq 100 no longo prazo. 

Taxa de administração 1.11% e taxa de performance 10% do que exceder 100% do Índice NASDAQ-100. Sujeito à variação cambial.

REVE11 e YDRO11

  • REVE11, ETF do Itaú negociado na B3 que replica o índice Rusell 1000 Green Revenues 50, com 50 empresas engajadas em uma transição para uma economia verde.

Taxa de administração total de 0.50% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

  • YDRO11, ETF do Itaú negociado na B3 que replica o índice S&P Kensho Hydrogen Economy, com 20 empresas focadas na produção, armazenamento e transporte de hidrogenio e celulas de combustiveis.

Taxa de administração total de 0.50% ao ano.  Sujeito à variação cambial.

INOVAÇÃO E CRESCIMENTO:

  • GENB11, ETF do BTG Pactual negociado na B3, que replica o índice S&P Ingenius, com ações de empresas internacionais de alto crescimento, negociadas na B3 através de BDRs. 

Taxa de administração de 0.25% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • SHOT11, ETF do Itaú negociado na B3, com ações de 50 empresas internacionais com alto nível de inovação e posicionadas para crescer de forma exponencial. 

Taxa de administração total de 0.50% ao ano. Sujeito à variação cambial.

HTEK11, BTEK11 e FOOD11:

  • HTEK11, ETF do Itaú negociado na B3, com ações de 50 empresas internacionais de tecnologia posicionadas para se beneficiar dos temas de Medicina, Neurociência e Bioinformática. 

Taxa de administração total de 0.50% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • BTEK11, ETF da Investo negociado na B3, que replica no Brasil o ETF XBI (S&P Biotechnology Select Industry Index), um índice líder em biotecnologia listado na Bolsa de Nova Iorque.

Taxa de administração total de 0.83% ao ano. Sujeito à variação cambial.

  • FOOD11, ETF da Investo que compra o ETF VanEck Agribusiness (MOO) o qual replica o índice MVIS Global Agribusiness Index, com as maiores e mais líquidas empresas do segmento do agronegócio global.
Taxa de administração total de 0.30% ao ano. Sujeito à variação cambial.

ETFs DE OUTRAS CLASSES DE ATIVOS:

QUEM SOMOS:

TRENDSET Educação Financeira.
www.trendset.com.br
Curitiba, PR, Brasil
CNPJ: 04135250/0001-90
arthur@trendset.com.br
+64 212284022 (somente Whatsapp)
Podcast: anchor.fm/TRENDSET

©2000-2022. Todos os direitos reservados.