Sem tempo para estudar, selecionar e acompanhar investimentos? Perfeito!

Crie uma carteira passiva e coloque seu dinheiro e o tempo para trabalhar pra você! Obtenha os "retornos médios de mercado": você estará melhor que a grande maioria dos investidores.

POR QUE INVESTIR?

POR QUE INVESTIR DE FORMA PASSIVA?

3 PASSOS PARA EXECUTAR A ESTRATÉGIA PASSIVA

Passo 1: Objetivos, perfil e carteira

Defina suas metas de investimento (ex: retorno de 10% ao ano) e monte uma carteira que tenha capacidade de alcançar tais objetivos mas também adequada ao seu perfil como investidor (conservador, moderado, agressivo, etc).

Passo 2: Mantenha-se investido

Faça aportes periódicos em sua carteira (e re-balanceie sempre que necessário), usando a corretora da sua preferência.  

Passo 3: Tempo e oportunidades

Não se desespere com crises ou notícias negativas: aproveite as oportunidades e as condições (ou ciclos) do mercado
Espere o tempo (juros compostos!) agir, protegendo e rentabilizando seu capital no longo prazo.

EXEMPLO: UMA CARTEIRA PASSIVA SIMPLES, COM APENAS 3 CLASSES DE INVESTIMENTOS:

25% em Renda Fixa

Invista em Títulos do Tesouro Direto: garantia das taxas contratadas e proteção contra a inflação.

Exemplos de possíveis ativos: IMAB11 ou os próprios títulos IPCA+ do Tesouro Direto.

25% em Fundos Imobiliários

Invista em fundos de índices de Fundos Imobiliário (FIIs): receba "aluguéis" todos os meses (e use tal capital para re-balancear seus investimentos).

Exemplos de possíveis ativos: XFIX11, ITIT11* ou ITIP11*.

*Tecnicamente não são ETFs, mas tem comportamento parecido.

25% em Renda Variável: Empresas Internacionais

Invista em fundos de Índices (ETFs-Exchange Traded Funds) dos principais mercados internacionais: você sócio das melhores empresas do planeta e com a proteção contra a desvalorização do Real.

Exemplos de possíveis ativos: SPXI11, IVVB11, WRLD11, ACWI11, TECK11 ou NASD11.

Os 25% restantes você escolhe:

A-Alocar mais 25% em Renda Fixa (títulos do tesouro direto). Esta opção tende a reduzir os riscos da sua carteira.

B-Alocar mais 25% em Fundos Imobiliários. Esta opção dará mais dividendos mensais, facilitando o re-balanceamento da carteira.

C-Alocar mais 25% em Empresas Internacionais: Esta opção tende a aumentar a rentabilidade da sua carteira no longo prazo, além de protegê-lo em dólar.

D-Alocar mais 25% em Empresas Nacionais (via ETFs da B3/Bovespa). Esta opção tende a apresentar mais riscos, porém com expectativa de retorno maior visto que você se torna sócio das empresas brasileiras mais negociáveis. Exemplos de possíveis ativos: BRAX11, GOVE11, PIBB11,  XBOV11, BOVV11 ou BOVA11.

CONTATO:

TRENDSET Educação Financeira.
www.trendset.com.br
Curitiba, PR, Brasil
CNPJ: 04135250/0001-90
arthur@trendset.com.br
+64 212284022 (somente Whatsapp)
Podcast: anchor.fm/TRENDSET

©2000-2022. Todos os direitos reservados.

Isenção de responsabilidade: As informações neste site são fornecidas apenas para fins educacionais. A TRENDSET não assume qualquer responsabilidade por fornecer aconselhamento jurídico, de investimentos ou outra recomendação profissional e se isenta de qualquer responsabilidade decorrente do uso das informações. Se você precisar de aconselhamento jurídico, de investimentos ou outro aconselhamento especializado, você deve procurar assistência de um profisional autorizado.

LINKS RÁPIDOS: